Operacionalizando a transcrição de áudio

Operacionalizando a transcrição de áudio

Operacionalizando a transcrição de áudio.

Operacionalizando a transcrição de áudio dessa forma é possível? Não. Mas, se a transcrição comercial se tornaria inviável se seguisse a regra da Academia, então, respondemos ao desafio com a proposta e trabalho abaixo.

Resposta da transcrição comercial

Houve a necessidade de adaptar a metodologia descrita no capítulo anterior para a produção comercial. E a metodologia segue abaixo, tomando por base as audições, representamos entre parênteses o tempo que se leva para cada audição convertida em horas de trabalho entre parênteses.

1ª audição – transcrição (4-6 horas)

2ª audição – primeira revisão (2-3 horas)

3ª audição – segunda revisão (1 hora)

4ª audição – terceira revisão (45-50 minutos)

As velocidades para cada audição

Cada audição pode ser feita com diferentes velocidades. As velocidades abaixo foram as que mais aumentam a produtividade em relação aos acertos de cada JOB.

1ª audição – 60-80 por cento de velocidade

2ª audição – 80-100 por cento de velocidade

3ª audição – 130-160 por cento de velocidade

4ª audição – 180-200 por cento de velocidade

Interjuízes comercial

O formato interjuízes é adotado com a limitação à produção de um transcritor que faz duas revisões (3 audições), e uma audição do revisor. Assim, consegue-se um bom nível de acertos em um trabalho bem feito.